Como usar a série “The Fosters” na Redação do ENEM

The Fosters abriu para discussão assuntos que muitas vezes não são abordados pela sociedade e até mesmo esquecidos. Ela nos faz pensar nas implicâncias que podem surgir a partir de uma adoção e nos mostra como o sistema é falho e a falta de informação que a sociedade possui.
▪️
Retrata ainda temas como, estupro, prostituição, drogas e aborto, em geral, considerados tabus pela sociedade. Aqui, iremos focar nos temas Adoção, LGBTQ e Racismo que são retratados na série.

🔸
ADOÇÃO
🔸

Um dos principais temas abordados na série é a Adoção enfrentada pelos jovens no sistema americano. A série retrata várias falhas no sistema e faz uma crítica ao governo americano. A série nos faz pensar nas implicâncias que podem surgir a partir de uma adoção e o auxílio que o governo deveria dar a essas crianças quando completam 18 anos.
▪️
Como Proposta de Intervenção ou dar um gancho no Desenvolvimento eu sugiro citar o “Progama Foster” (citado na série), que existe nos EUA e funciona como uma fase intermediária entre o orfanato e a adoção, assim, o menor aprende a conviver em uma família (temporariamente) para estar mais preparado para a adoção.

🔸
LGBTQ
🔸

A melhor palavra para representar esse tema chave é REPRESENTATIVIDADE. A série, além de quebrar um tabu no mercado televisivo com a representação de um casal homossexual que têm filhos (biológico e adotivos). Outro fator nesse tema é o filho mais novo, Jude, irmão biológico de Callie, que passa por um período de descoberta a respeito da própria orientação sexual, aliás, existem personagens transgêneros interpretados por atores transgêneros, por aí vai.
▪️
A série não quer contar ao público sobre gays, negros, transgêneros, órfãos, mas sobre pessoas que, como qualquer outra, têm momentos de alegrias, de tristezas, dúvidas e descobertas.

🔸
RACISMO
🔸

O racismo na série é abordado principalmente pelo pai de Lena. Ela exige um pedido de desculpas por seus comentários racistas, tenta convencer sua mãe, Dana, a dizer a seu pai, mas se sente em conflito depois de saber que a nova namorada de seu meio-irmão é negra. Outra coisa que eu percebi na série é que a realidade racial dos EUA é diferente da nossa vivenciada aqui. Nos EUA é a pior ofensa que alguém pode usar contra uma pessoa negra, tanto que ninguém usa a palavra em circunstância alguma a não ser que seja realmente pra ofender e humilhar.

🔹
DETALHES
🔹

Nome: The Fosters
Duração: 42 min
Gênero: Drama 
Temporadas: 5 (Somente a terceira temporada está disponível na Netflix)

EXEMPLO DE REDAÇÃO

Desde o início da expansão da rede dos meios de comunicação no Brasil , em especial o rádio e a televisão, a mídia publicitária tem veiculado propagandas destinadas ao público infantil , mesmo que os produtos ou serviços anunciados não sejam destinados a este. Na década de 1970, por exemplo, era transmitida no rádio a propaganda de um banco utilizando personagens folclóricos, chamando a atenção das crianças que , assim, persuadiam os pais a consumir.

É sabido que, no período da infância, o ser humano ainda não desenvolveu claramente seu senso crítico, e assim é facilmente influenciado por personagens de desenhos animados, filmes, gibis, ou simplesmente pela combinação de sons e cores de que a publicidade dispõe. Os adolescentes também são alvo, numa fase em que o consumo pode ser sinônimo de autoafirmação. Ciente deste fato, a mídia cria os mais diversos produtos fazendo uso desses atributos, como brindes em lanches, produtos de higiene com imagens de personagens e até mesmo utilizando atores e modelos mirins nos comerciais. Muitos pais têm então se queixado do comportamento consumista de seus filhos, apelando para organizações de defesa dos direitos da criança e do adolescente.

Em abril de 2014, foi aprovada uma resolução que julga abusiva essa publicidade infantil , gerando conflitos entre as empresas, organizações publicitárias e os defensores dos direitos deste público-alvo. Entretanto, tal resolução configura um importante passo dado pelo Brasil com relação ao marketing infantil . Alguns países cujo índice de escolaridade é maior que o brasileiro já possuem legislação que limita os conteúdos e horários de exibição dos comerciais destinados às crianças. Outros, como a Noruega , proíbem completamente qualquer publicidade infantil .

A legislação brasileira necessita , portanto, continuar a romper com as barreiras impostas pela indústria publicitária , a fim de garantir que o público supracitado não seja alvo de interesses comerciais por sua inocência e fácil persuasão. No âmbito educacional , as escolas devem auxiliar na formação de cidadãos com discernimento e capacidade crítica. Desta forma , é importante que sejam ensinados e discutidos nas salas de aula os conceitos de cidadania , consumismo, publicidade e etc., adequando-os a cada faixa etária.

Close

Publicidade