Como usar a série “On my Block” na Redação do ENEM

Um grupo de amigos têm de enfrentar o desafio diário de ser adolescente, com tudo o que tem direito. Muitas primeiras vezes tangenciam os diálogos do grupo, desde o primeiro beijo até o primeiro assassinato. Os amigos estão prestes a entrar no ensino médio, adicionando mais preocupações a sua extensa lista. Como se tudo não fosse suficiente, eles vivem em um bairro barra pesada, dominado por gangues e traficantes armados até os dentes.
▪️
O grupo é formado por Cesar, Ruby, Monse e Jamal . Tudo seguia nos conformes até a menina tirar o aparelho dos dentes e começar a se produzir mais. A garota, que antes passa despercebida, passa a chamar a atenção de um dos membros do grupo e isso mexe a com a amizade do quarteto. A família de Cesar está longe de ser um exemplo para a comunidade. ▪️
O menino é irmão de Oscar, o líder de uma das gangues mais perigosas do bairro. Para honrar a tradição, ele deve se tornar um membro da gangue como o irmão e para isso, certos rituais precisam ser cumpridos.

🔸
IMIGRAÇÃO/DEPORTAÇÃO
🔸

A série é de uma importância absurda, principalmente se tratando de uma periferia latina dos EUA, em tempos de Donald Trump no poder do país. É praticamente impossível se referir aos Estados Unidos sem mencionar seu “lado latino”. Apesar desse tema já ter aparecido no ENEM em 2012, ele pode aparecer em outro vestibular ou até mesmo em alguma questão.

🔸
SEXUALIDADE/ASSÉDIO
🔸

Um outro ponto que chama a atenção no na série é a forma como homens adultos assediam Monse, que está na fase da puberdade, ao longo do bairro, fazendo comentários de duplo sentido sobre seus seios que aos olhos deles ‘desabrocharam’ durante as férias de verão, ou puberdade. Esse episódio encaixaria perfeitamente numa contextualização inicial da Introdução, possibilitando, fora da ficção, mostrar que a realidade não é diferente.

🔸
DROGAS/GANGUES
🔸

O tema da Redação do ENEM de 2012 (2º aplicação) abordou: “O grupo fortalece o indivíduo?” e vemos que na série a resposta é positiva, visto que Cesar é um adolescente exemplar, porém, seu irmão Oscar, é o lider de uma gangue chamada “Santo” e compulsoriamente faz com que Cesar seja seu sucessor influenciando-o a entrar nesse mundo de gangues.
▪️
Ao longo da série, a palavra mais usada pelos personagens é: família. Tanto a família tradicional quanto a união em grupos dos adolescentes. Esse é um dos pontos chave da trama, afinal, as escolhas de cada um acabam por refletir diretamente no resto do grupo.

🔹
DETALHES
🔹

Nome: On My Block (Las chicas del cable)
Duração: 30 min
Ano: 2018
Gênero: Drama/Comédia
Elenco: Jason Genao, Sierra Capri
Temporadas: 2
Onde assistir? Netflix

EXEMPLO DE REDAÇÃO

Na revolução de 1930, paulistas insatisfeitos com a falta do poder político que detinham na República do café com leite usaram a falta de uma constituição para se rebelar contra o governo Vargas. O presidente , cedendo às pressões, garantiu na nova Constituição um direito nunca antes conquistado pela mulher: o direito ao voto. A inclusão da mulher na sociedade como cidadã , porém, não foi o suficiente para deter o pensamento machista que acompanhou o Brasil por tantos séculos – fato evidenciado nos índices atuais altíssimos de violência contra a mulher. De acordo com o Mapa da Violência de 2012, entre 1980 e 2010 houve um aumento de 230% na quantidade de mulheres vítimas de assassinato no país; além disso, 7 de cada 10 mulheres que telefonaram para o Ligue 180 afirmaram ter sido violentadas pelos companheiros.

Em países como o Afeganistão, a mulher que trai o marido é enterrada até que somente a cabeça fique à mostra e , então, é apedrejada; apesar de reagirmos com horror perante tal atrocidade , um país que triplica a quantidade de mulheres mortas em 30 anos deve ser tratado com igual despeito quando se trata do assunto. Apesar de acharmos que a mentalidade do povo melhora com o passar do tempo, a mentalidade brasileira mostra crescente atraso quanto à igualdade de direitos entre os gêneros, e tal mentalidade leva a fatalidades que deveriam ser raras em pleno século XXI.

Uma pesquisa feita pela Rede Globo mostrou que , entre homens e mulheres entrevistados, mais da metade afirmou que mulheres que vestem roupas curtas merecem ser abusadas sexualmente. A violência contra a mulher começa exatamente com as regras implícitas que a sociedade impõe: se a mulher não seguir tal regra , merece ser violentada. Portanto, apesar de todos os direitos conquistados constitucionalmente pelo sexo feminino, normas culturais que passam entre gerações fazem o pensamento conservador e machista se perpetuar e ser a justificativa para as atrocidades físicas e psicológicas cometidas contra a mulher.

Muitas vezes presa a um relacionamento de muito tempo, a mulher aceita a condição à qual é submetida e se nega a procurar algum tipo de ajuda. A mudança deve acontecer de três formas: primeiramente , a mulher não pode deixar-se levar pelo pensamento machista da sociedade e deve entender que não há justificativa para a agressão; pessoas que têm conhecimento de mulheres que aceitam a violência , por sua vez, devem telefonar para o Ligue 180 com ou sem o consentimento da vítima; e , por fim, a geração atual deve preocupar-se em deixar de transmitir culturalmente a ideia de que o gênero feminino é inferior. Para que as gerações seguintes vivam em um país igualitário, a mudança começa agora.

Close

Publicidade