Como usar a série “Coisa mais Linda” na Redação do ENEM

A história se passa na então romantizada capital brasileira. “Coisa Mais Linda”, é o primeiro drama nacional de época produzido pela Netflix.
▪️ Passado na década de 1950, o seriado relata o surgimento da bossa nova por meio da trajetória de quatro mulheres: Malu, Adélia, Thereza e Lígia.
Ao longo dos sete episódios da primeira temporada, cada protagonista lida com um aspecto diferente da desigualdade de gênero. Atrelado ao Protagonismo Feminino dessas mulheres são os temas chaves que encontrei caso seja necessário citá-los na Redação do ENEM.

🔸
DESIGUALDADE DE GÊNERO
🔸

Ao tratar a desigualdade de gênero do passado, a série pontua muito do que as mulheres vivem no presente. Ao longo dos sete episódios da primeira temporada, cada protagonista lida com um aspecto diferente da desigualdade de gênero. Malu, por exemplo, é deserdada pelos pais ao decidir ficar no Rio de Janeiro e transformar o que era para ser seu restaurante em um clube de música.
▪️
Já Adélia, além de mulher, é pobre e negra.
Thereza é a única das quatro que tem um pouco mais de contato com a possibilidade de libertação. Jornalista, ela já viveu na França e tem um casamento aberto.
No caso de Lígia, a vontade de cantar vai na direção oposta do que é aceito pelo marido e a alta sociedade da qual pertence.
Em qualquer uma dessas histórias cabe citação tanto na Introdução (melhor) como no Desenvolvimento.

🔸
PROTAGONISMO FEMININO
🔸

Quando a Malu se vê sozinha no Rio de Janeiro e decide ficar, dá o primeiro passo de uma longa caminhada ainda mais quando encontra-se com Adélia, Thereza e Lígia que vão potencializando isso. Quando essas quatro histórias se relacionam, entra a sororidade e cada uma reconhece a opressão que a outra sofre. Esse tema é muito relacionado com o Empoderamento Feminino e pode ser citado no final do seu argumento de Desenvolvimento.

🔹
DETALHES
🔹

Nome: Coisa Mais Linda
Duração: 60 min
Ano: 2019
Gênero: Drama/Romance
Elenco: Maria Casadevall
Temporadas: 1
Onde assistir? Netflix

EXEMPLO DE REDAÇÃO

“A palavra é instrumento irresistível da busca pela liberdade”, afirmou Rui Barbosa em relação ao direito de expressão. No entanto, a liberdade de imprensa e propaganda , garantida pela constituição brasileira , depara-se com limites no que tange à persuasão aos pequenos. Esses, vivenciando a fase pueril , não detêm a criticidade desenvolvida e , consequentemente , são facilmente influenciáveis. Assim, a publicidade infantil brasileira progride apelando às crianças e , dessa maneira , necessita de reparos que atenuem os tons abusivos e persuasivos.

A propaganda é meio eficiente a atingir a venda de produtos, já que , através de artifícios intrigantes, como imagens e até personalidades famosas, coage os consumidores. As crianças são alvos constantes da publicidade , pois, dotadas de desejo e imaginação, creem no mundo utópico desenvolvido pelos efeitos dos anúncios. Assim, devido a sua efetividade , os publicitários focam na criação de técnicas persuasivas ao público pueril e lançam suas propagandas em horários convergentes aos que os pequeninos assistem aos desenhos animados e programas afins. A criatividade dos que são graduados para apelar ao consumidor ganha o coração das crianças e perpetua os comerciais para essa faixa etária. Em âmbito internacional divergem as decisões acerca do tema proposto, existindo legislação de proibição total à publicidade infantil , medidas que a permite apenas em determinados horários e há , ainda , países que não a restringem.

O Brasil carece de mudanças na forma com que são realizadas as propagandas infantis, já que o público pueril é permeado diariamente por mensagens de cunho abusivo e persuasivo. Entretanto, o Conselho Nacional de Direitos da Criança e do Adolescente iniciou um debate em relação ao tópico, dando um passo em benefício aos pequeninos da nação tupiniquim. Em síntese , a publicidade infantil brasileira deve ser modificada com aplicações eficientes das decisões governamentais anteriormente citadas.

É necessário adequar as propagandas infantis para horários propícios, quando os pais possam acompanhar seus filhos, interagindo acerca dos anúncios. É possível também exigir que as empresas de publicidade retirem os efeitos que engrandecem os produtos, de forma a iludir o consumidor, e atenuar a presença de personalidades artísticas nas propagandas. Dessa forma , o Brasil pode evoluir como uma nação que zela pelo seu potencial infantil e garantir aos pequenos o essencial , livrando-os do desejo de supérfluos e contribuindo para a formação de cidadãos críticos, conscientes dos temas circundantes.

Close

Publicidade