Como usar o filme “Dumplin” na Redação do ENEM

O filme Dumplin está alocado em dois temas centrais da Redação, sendo OBESIDADE e BULLYING.
▪️
A personagem principal, Willowdean (Danielle Macdonald), é uma adolescente que sempre foi mais apegada com a sua tia Lucy, pois sua mãe sempre teve uma vida agitada em sua carreira de modelo e nunca teve muito tempo para ela.
▪️
O estereótipo de Willowdean é gordinha, o que faz com que ela sofra Bullying na escola e ás vezes até por sua própria mãe, de uma maneira leve e silenciosa. 
O interessante aqui é que Willowdean não liga tanto para isso, até que começa a ter uma “queda” amorosa por Bo, um rapaz que trabalha junto com ela. A partir daí, ela começa a sentir vergonha de si mesmo.
▪️
No entanto, ela não decide ficar magra ou acabar tirando a própria vida. Sua forma de protesto é na verdade uma retaliação ao concurso de beleza e modelo organizado por sua mãe. Isso não vem muito ao caso.
O que quero chamar a atenção aqui é que esse filme pode ser usado como uma forma de citação leve, caso os temas sejam sobre Obesidade ou Bullying. Ah, e assistam ao filme na Netflix em inglês, porque no português os termos GORDA foram traduzidos para FOFINHA.
🔹
Nome: Dumplin
Duração: 01:50min
Gênero: Comédia Dramática
Elenco principal: Jennifer Aniston, Danielle Macdonald
Direção: Anne Fletcher

EXEMPLO DE REDAÇÃO

“O progresso roda constantemente sobre duas engrenagens. Faz andar uma coisa esmagando sempre alguém.” A frase , do escritor e pensador francês Vitor Hugo, exprime a ideia de que o sistema capitalista funciona baseando-se na exploração constante dos indivíduos. Analisando esse conceito atrelado à conjuntura atual , nota-se que a publicidade direcionada às crianças, no Brasil , possui um caráter predatório, funcionando como meio de criação de futuros consumistas e explorando a relativa facilidade de se persuadir uma criança , através do uso de elementos do universo infantil .

A necessidade de criação de uma lei só existe quando um conceito de ética que já deveria ser parte do senso comum é ausente. Dessa forma , nota-se que a criação de leis que proíbem ou normatizam a publicidade infantil nos países considerados desenvolvidos revela que esse setor da mídia não age de maneira ética. Isso se deve ao fato de que , com o advento do Neoliberalismo, houve a necessidade de difusão do consumismo, e a publicidade , como a principal forma de imposição desse ideal , passou a explorar a ingenuidade do imaginário infantil para adaptar as crianças a esse formato, incentivando sempre o desejo.

O resultado desse processo é a criação de uma infância voltada para o consumo. As crianças, alienadas pela mídia , são incorporadas ao capitalismo antes mesmo de possuírem consciência e discernimento para compreendê-lo. Suas vidas passam a ser ditadas pelos desejos que lhes foram impostos, tornando tudo – inclusive as datas comemorativas, as quais perdem seu sentido – uma forma de exigir produtos. Essas crianças, sem conceito de real necessidade , crescem para se tornarem adultos egoístas, totalmente submissos ao capitalismo e utilitaristas, estabelecendo como objetivo maior o acúmulo de capitais, visando à satisfação dos desejos e transmissão desses ideais aos seus filhos.

O Estado, como defensor dos direitos da população e do bem estar social , deve criar leis que impeçam a dominação das crianças pelo consumismo, impedindo a associação entre produtos e elementos atrativos a elas. Deve-se utilizar da educação, principal elemento transformador da sociedade , para criar nas crianças o discernimento entre o frívolo e o necessário, coibindo o egoísmo e estimulando a solidariedade. A sociedade , por sua vez, deve conscientizar-se , limitando o consumo das crianças para impedir o desenvolvimento da cultura de consumo. Dessa forma , será possível criar um corpo social ético, harmonioso e saudável .

Close

Publicidade